Blog Blog

Blog, Vanderli Viel

  • A História do Buquê de Noiva

    O casamento é um dos momentos mais mágicos na vida de uma mulher, e o Buquê de Noiva é um dos itens mais importantes neste dia tão especial. Mas qual a origem do Buquê de Noiva? Onde e como surgiu esta bonita tradição?

    Uma das teorias da origem do buquê de noiva é a de que ele surgiu na Grécia Antiga. Segundo a história, as noivas teriam que oferecer flores como forma de honrar a deusa Hera, a noiva de Zeus. Porém, essa não é a única história que pode ter dado origem ao buquê de noiva.

    Antigamente o buquê de noiva era chamado também de ramo de flores ou arranjo de flores e era usado pela noiva para seguir uma tradição em casamentos. Como já falamos, existem muitas versões para a real história do buquê de noiva, sendo que uma delas diz que na Grécia Antiga as mulheres que iam se casar faziam um ramo de ervas e colocavam alho nesse ornamento, como algo para atrair boas vibrações e afastar a inveja das rivais ou das solteiras que ainda não conseguiram um marido. O tempo foi passando e os tais ramos de ervas foram substituídos por flores, e no final da cerimônia de casamento as noivas jogavam os seus buquês.

    No período da Idade Média era de costume as noivas fazer o trajeto até a igreja a pé. Durante esse percurso elas recebiam ervas e temperos para dar sorte e felicidade, formando assim um buquê de noiva. São muitas as possibilidades para justificar a história do buquê de noiva, sendo que em cada cultura uma é predominante.

    Bouquet é uma palavra de origem francesa, que traduzida para o português virou buquê. Fazia parte da tradição francesa, a noiva caminhar pela vila em direção à igreja que ia se casar. Nesse percurso as pessoas iam dando flores para essa jovem ao longo do caminho, como um gesto que tinha com intenção levar sorte para essa noiva em sua nova vida. Depois de passar pela vila que morava a noiva estava com um belo buquê de flores nas mãos, e assim ela entrava na igreja com as flores em mãos.

    Existem muitas teorias existente sobre a história do buquê, mas o fato é que até hoje as noivas usam buquês de flores no seu grande dia.

  • A Importância das flores no casamento

    O sonho de toda noiva é ter uma bela decoração no casamento e as flores são muito importantes para criar um clima romântico na cerimônia.
    Uma boa dica para economizar na decoração é usar as flores da estação, pois elas terão preços mais acessíveis.Entre os meses de maio em junho, os preço das flores costumam ser um pouco mais “salgados”, devido a proximidade do inverno e de datas comemorativas como o dia das mães e dia dos namorados.Na hora de escolher a flor para enfeitar tanto a cerimônia como a festa , em primeiro lugar  leve em conta a personalidade dos noivos. Depois é necessário combinar as flores com o lugar que está sendo celebrado o casamento.

    A altura dos arranjos  devem seguir alguns critérios,afinal é muito desagradável sentar à mesa em uma recepção e não enxergar a pessoa que está na sua frente devido ao tamanho do arranjo.
    Evite flores perfumadas como o : jasmim, lírio branco,gardênia, lavandas,narciso e flor de laranjeira,que exalam um forte aroma e podem incomodar os convidados tanto na igreja como festa.

    As flores mais procuradas em casamento são as rosas e  as orquídeas . As peônias  são importadas e caras,mas muitas noivas adoram um buquê desta flor. 

    Temos que levar em conta o horário do casamento ,um casamento ao ar livre pede flores mais coloridas e arranjos mais leves .Já nas igrejas e salões os tons podem ser mais fortes. Arranjos com folhagens também diminuem o custo da decoração e ficam muito bonitos . Velas em composição com as flores enriquecem muito os arranjos.

    Existem flores que são encontradas o ano inteiro: gérberas ,astromélias, lírio, antúrio, cravo, flores tropicais,orquídeas e crisântemos. Vale sempre a pena procurar um profissional para ajudar na escolha da decoração  e o que combina mais com a ocasião.

  • Você sabe o que é Design Floral?

    Design (desenho) Floral ou Arte Floral, é uma forma de expressão estética cuja matéria prima essencial são flores, folhagens, galhos, sementes, etc., agregados a suportes como vasos, cestos, vidros dentre outros, resultando em arranjos florais que transmitem emoção através de experiências sensoriais que mexem com os sentidos, pois além da estética e simbologia inerentes, os arranjos são dotados de texturas e aromas.

    Assim como um pintor utiliza pincéis e tintas para expressar uma idéia através de sua arte, o artista floral ou o designer (desenhista) floral, cria com as flores composições artísticas que expressam conceito e identidade no seu processo criativo.

    O Design Floral tem se destacado de forma abrangente em diversos setores sociais. A beleza dos arranjos contribuem para a humanização dos ambientes conferindo bem estar e harmonia. Como combinam com qualquer decoração, os arranjos florais podem ser utilizados sem erro nos mais diversos ambientes.

    As flores tem uma capacidade especial de alterar a percepção de todo um espaço. Seja numa casa ou mesmo num jardim, elas são imediatamente percebidas. Além da beleza natural transmitem um estado de espírito, delicadeza e celebração. Arranjos florais também são indicadores de estilo e personalidade nos ambientes onde são utilizados.

Voltar